sex  msg  txts  thmes more 

I want more love ❀❀

@Indutora
Peguei o theme 1

obrigada amor

backgrounds


September, 12 / 0 notes / reblog
peguei um theme amr

obrigada meu anjo

backgrounds


September, 12 / 0 notes / reblog
“E ele tinha mandando todo mundo pro espaço, e naquele momento fiquei perdidamente apaixonada por ele. Por toda aquela agressividade de ideias, o realismo palpável, a espontaneidade de ser ele mesmo. Ele não se importa com as opiniões, mas quer ser notado, por ele mesmo, não pela igualdade de todos, e sim por todas as diferenças formidáveis que ele tem do pescoço pra cima, internamente. Se ele falou algo, ele quis dizer, ele quis fazer, o mundo que vá pro espaço. Esse jeito eloquente me faz querer ser melhor do que sou. Queria ser mais corajosa, destemida para que olhem para mim e se orgulhem. Não é por ele. É por mim. Esse garoto me inspira sem me fazer sentir mal comigo mesma. Essa foi uma das razões para que admitisse que estou apaixonada. Ainda é cedo, não posso saber se é recíproco. Se não for, se não der certo, essa será uma daquelas aventuras repentinas que a gente guarda para contar pros netos. Eu já tive meus momentos de emoção e de aventura, geralmente era deixar pra fazer as coisas no dia seguinte, uau, quanta aventura não? Mas ele? Imagine passar uma vida com ele? Ou nem que sejam simples meses? Quantas loucuras não poderíamos fazer e bom, que se dane o mundo. A personalidade dele me inspira, faz com que eu queira ser mais eu sem me importar com o que vão pensar. Sem nem perceber, ele já está me fazendo bem, está me encorajando a viver sem medo do futuro. Queria ter a coragem que ele tem não só pra mudar meu jeito, mas pra tomar impulso pra dizer tudo que sempre quis dizer pra ele.”
Escrito por Paula, Renata, Samara e Juliana em Julieta-s. 

ô fia cê né isso tudo não tá?


“Nossa história é tão bonita. Temos lá nossos altos e baixos, nossas complicações, brigas, desentendimentos e voltas. Mas que casal nunca teve? Ou nunca estará propenso? Nenhum. Paro e fico observando o enredo de toda essa história, no começo eramos pior que cão e gato. Ok, ainda somos. Ainda continuamos com a nossa mania de complicar tudo, mas mesmo com barreiras nunca desistimos do ‘nós’ do nosso amor. Eu acredito no nosso amor, sei que acima de toda briga, toda discussão, todo cara virada, cara feia, xingamentos, a gente se ama muito; sei que quanto mais nós brigamos, mais aumenta a chama do nosso amor, e eu sei que vai chegar um tempo que vamos nos entender, e vamos deitar na cama e ficar lembrando de tudo que passamos e vamos cair na risada. Eu não quero que acabe. Você entende minha complicação como ninguém. E acho que te entendo também. Ao menos tento. Parece que sou brava, mas é meu jeitinho de ser. Minha personalidade é difícil, eu sei. Desculpa por ser tão chata às vezes. Sei que gosta das minhas provocações e eu gosto das suas. Somos o clichê perfeito de “Opostos que se atraem”. Talvez meu egoísmo complete sua solidariedade excessiva; seu carisma a minha reclusão. E vice-versa. Nossas diversidades nos fazem pessoas melhores. Posso dizer que sou melhor por sua causa. Fico impressionada com sua caridade e paciência com os outros. Até comigo. Não sei que carisma te atrai a mim e nem o que me aproxima de ti, apenas sei que é incrível como o tempo passa quando estamos juntos, mesmo com brigas e discussões inúteis. Tudo que me intriga em ti me faz bem.”
Escrito por Leticia F., Victoria e Renata em Julieta-s. 

“Sentei na varanda e fiquei olhando o céu, como de costume. Tentei imaginar a minha vida daqui há 10 ou 15 anos. Várias cenas passaram pela minha cabeça. Você estava em todas elas.”
Ogrodoce.    

Londres, 1992.
Desculpe-me por mandar essa carta, mas eu estou com saudades. Eu sei, eu vim porque eu quis, mas eu não poderia deixar uma oportunidade dessas escapar. Você sabe como eu sou apaixonada pela Inglaterra e o quanto desejava vir para cá. As semanas viraram meses e eu soube que você está com outra pessoa. Eu não consegui acreditar. Você prometeu tantas coisas, meu anjo, e acabou ficando com a primeira que apareceu. Eu estive olhando a única carta que você me mandou, lembra? Você dizia que ia me esperar e que casaríamos assim que eu voltasse, mas você não cumpriu sua promessa. Sabe eu já visitei toda Inglaterra e aqui é maravilhoso, mas a cada esquina que eu dobro eu penso em você. Penso em como segurava minhas mãos, como me fazia sorrir mesmo que não quisesse, como eu não conseguia tirar os olhos de você… Como a gente ria deitados no gramado da sua casa. Meu coração ficou com você quando entrei naquele avião, deixei todo meu amor no aeroporto. Desde que soube que você seguiu em frente eu tento te esquecer, mas eu preciso de você. Iríamos viver um “felizes para sempre”. Digo isso, pois acreditei que teríamos o nosso “pra sempre”. Você não imagina como foi difícil pra mim quando descobri que tinha me tornado só mais uma página virada em sua vida, eu fui com toda a certeza de que você iria me esperar, como eu te espero até hoje. Não acredito que você me esqueceu tão fácil assim, se jogou nos braços de outra enquanto me enchia de esperanças. Conheci cada cantinho daqui, cada lugar; e cada momento que passo imagino você ao meu lado, me fazendo cafuné, cuidando de mim como sempre fazíamos, cuidávamos um do outro, meu bem . Você era minha ancora, meu porto seguro, e na primeira oportunidade fez com que suas promessas fossem embora aos ventos, ou melhor, com as águas. E devem ter sido águas calmas e profundas, pois me afoguei no teu desinteresse, me afoguei na esperança de ter-te comigo como jamais quis deixar-te, mas vejo que foram esperanças vãs, fajutas. As promessas que fizemos agora já não valem mais. E essa minha viajem de volta parece ter sido um completo erro, uma lástima, e parece não fazer sentido algum. Eu imaginava este momento como em um filme antigo, onde eu saía da multidão no aeroporto e corria para teus braços, esse braços que tanto conheço, que tanto me aqueceram. Mas nada disso irá acontecer não é?! Não, nada disso. Mas, enfim, não irei carregar rancor, apenas a vontade de no final acabar ficando com alguém melhor que você, com alguém que cumpra promessas e que me espere, como um dia eu te esperei.
Escrito por MayaraJasmyne e Paula em Julieta-s. 

“Persista, vai parar por que não deu certo uma vez, ou mais? Nada nessa vida é de mão beijada, e mesmo que fosse você não daria valor, então, lute pelo o que deseja, batalhe até fim. Pare de se fazer de vítima. Levanta dessa cadeira e vai atrás do que te faz bem.”
Márcio Vabo.